É solitário ser homem?

karl-oveTer que ser forte, objetivo, provedor, bem-sucedido, líder, viril.. não demostrar as emoções, não sofrer, não chorar, não ceder, não SER.

Aguentar tudo calado, porque não foi ensinado a se expressar, a entrar em contato com sua verdade singular, pois é seu dever e única opção abraçar, celebrar e defender o mundo masculino.
Até porque o mundo masculino foi o exemplo de poder, de domínio, estabelecedor de regras intransponíveis. Os caras, os brothers, os camaradas, os companheiros de trabalho, de futebol, de farra.. A irmandade que protege, sustenta, mas isola e enquadra todos numa única roupa, num único modus operandi. 

E como ser feliz, realizado, bem-sucedido de fato sem ser você mesmo?! 

E não estou aqui falando de “feminilizar-se”, mas de ser a representação do seu VERDADEIRO MASCULINO, único, singular, puramente VOCÊ MESMO!
Essa reportagem da FLIP sobre Karl Ove o astro dessa edição, escritor Norueguês que balançou as estruturas ao confessar suas dificuldades com as imposições do mundo masculino institucionalizado, vale a leitura!

Clique aqui e boa leitura: http://g1.globo.com/pop-arte/flip/2016/noticia/2016/07/na-flip-karl-ove-mostra-demais-e-fala-de-masturbacao-e-vergonha.html