O poder guardado no medo

“Tudo o que você sempre quis, esta sentado do outro lado do medo” 
George Addair

1-MedoMeus queridos,
Já pensaram sobre isso? Sobre o poder guardado no medo?

O poder de realizar as coisas mais fantásticas dessa vida, o poder que emana da ousadia, de fazer diferente, de começar um negócio, de investir num projeto inovador, de lançar-se no mundo digital vendendo o que você acredita, de sair do emprego que você não gosta, de ter aquela conversa definitiva resolvendo mágoas passadas que te assombram até hoje, de se entregar a um amor, de se vestir como gosta, de rir e chorar quando tem vontade, de ser feliz de verdade do seu jeito único de ser.

Vivemos num mundo onde o normal e aceitável é regulamentado por costumes sociais que servem a interesses dominadores e mercantilistas, assim, tudo que é instituído como normal vira um conduta a ser seguida, e romper essa linha é ser marginal, e marginal é desconhecido e o desconhecido dá medo. 

Então, estreitamos nossa visão de nós mesmo, nossos desejos legítimos para nos enquadrarmos no aceitável, virando dessa forma estatística para a qual se fazem as leis e definições de mercado de consumo. 

O corpo da moda, o carro da moda, o corte de cabelo da moda, os fetiches da moda, os sonhos da moda. E lá vamos nós numa busca incessante por produtos de malhação, roupas, performances, desejos, enquadramento do nosso existir numa lei imposta por quem nos vende esse status. Tem algo errado nessa equação não é mesmo?!
Tire um minuto para refletir, do que você tem medo? 

Nomeie esse medo, medo de…

E o que você gostaria de ter no lugar desse medo que só depende de você?

Aí esta um bom começo para adquirirmos consciência do que de fato queremos viver, pois quando o medo toma conta da mesa a felicidade vai embora.